Pendrives Diferentes Seu Trabalho Seguro Décio Segurança Top Segurança Segtrabase Tst Sérgio Profissionais em Seg Trabalho Zona de Risco

Luta dos Tecnólogos


Caros colegas precisamos fazer uma corrente de envio de E-mail aos Deputados Federais e Senadores solicitando a aprovação do Projeto de Lei 2245/07 do Deputado Reginaldo Lopes. Aqui estamos todos os Tecnólogos seja em Segurança do Trabalho ou não, a luta é a mesma. Se for possível copia o conteúdo e passa aos colegas e estudantes que conheça e solicita que envie o email. Separei em + ou - 30 cada lista para facilitar o envio. Caso não concorde com o conteúdo altera, mas não deixa de enviar.

Carta Aberta
Excelentíssimos Senhores Senadores.
Pedimos que os membros desta Casa um apoio especial e atenção à tramitação na do
Projeto de Lei “PL” 2245/2007, que hoje se encontra na Câmara Federal, de autoria do Deputado Reginaldo Lopes PT/MG e da ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TECNÓLOGOS – ABRATEC, que trata da Regulamentação da Profissão de Tecnólogo, nas modalidades relacionadas no Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia do Ministério da Educação.
O número de cursos superiores de tecnologia cresceu 96,67% entre 2004 e 2006, passando de 1.804 para 3.548 em todo o país, segundo dados do Ministério da Educação. Só no Estado de São Paulo, de 1998 a 2004, a quantidade de alunos
ingressantes nas graduações tecnológicas aumentou 395%, de acordo com o Censo Nacional da Educação Superior realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
Vivemos em um país que atravessa tamanha crise de escassez de mão de obra especializada o “
APAGÃO DA MÃO DE OBRA” e, se dá ao luxo de manter as margens do mercado de trabalho, profissionais Tecnólogos de Nível Superior com formação específica e especializada, que em sua maioria paga pela sua formação. Estamos indo para o mercado de trabalho aos milhares, encontrando obstáculos e desinformação no mercado e discriminação por parte do próprio poder público. O fato de estarmos sem a devida Regulamentação Profissional gera outros agravantes, tais como: a falta do Código Brasileiro de Ocupação – CBO e o registro da profissão em carteira, emitidos pelo Ministério do Trabalho através de suas Delegacias Regionais.
Devemos ressaltar que a Regulamentação da Profissão de Tecnólogo é um
fator de inclusão de milhares de profissionais qualificados e especializados no mercado de trabalho, profissionais estes que representam uma grande parcela dos profissionais formados com Graduação Superior.
Salientamos que também não podemos participar de concursos públicos pela falta de regulamentação da profissão, com isso somos prejudicados no mercado de trabalho.

Contamos com sua ajuda e colaboração perante esta Casa e um apoio na Câmara dos Deputados para a regulamentação do
Projeto que regulamenta os profissionais Tecnólogos.

E-MAIL
SENADORERS

geraldo.mesquita@senador.gov.br; marinasi@senado.gov.br; tiao.viana@senador.gov.br; fernando.collor@senador.gov.br; jtenorio@senador.gov.br; renan.calheiros@senador.gov.br; arthur.virgilio@senador.gov.br; jefferson.praia@senador.gov.br; joaopedro@senador.gov.br; gilvamborges@senador.gov.br;m sarney@senador.gov.br; papaleo@senador.gov.br; acmjr@senador.gov.br; cesarborges@senador.gov.br; joaodurval@senador.gov.br; inacioarruda@senador.gov.br; patricia@senadora.gov.br; tasso.jereissati@senador.gov.br; adelmir.santana@senador.gov.br; cristovam@senador.gov.br; gim.argello@senador.gov.br; gecamata@senador.gov.br; magnomalta@senador.gov.br; renatoc@senador.gov.br; demostenes.torres@senador.gov.br; lucia.vania@senadora.gov.br; marconi.perillo@senador.gov.br; eduardo.azeredo@senador.gov.br; eliseuresende@senador.gov.br; wellington.salgado@senador.gov.br; delcidio.amaral@senador.gov.br; marisa.serrano@senadora.gov.br; valterpereira@senador.gov.br;

gilberto.goellner@senador.gov.br; jayme.campos@senador.gov.br; serys@senadora.gov.br; flexaribeiro@senador.gov.br; josenery@senador.gov.br; mario.couto@senador.gov.br; cicero.lucena@senador.gov.br; efraim.morais@senador.gov.br; jarbas.vasconcelos@senador.gov.br; marco.maciel@senador.gov.br; sergio.guerra@senador.gov.br; heraclito.fortes@senador.gov.br; j.v.claudino@senador.gov.br; maosanta@senador.gov.br; alvarodias@senador.gov.br; flavioarns@senador.gov.br; osmardias@senador.gov.br; francisco.dornelles@senador.gov.br; crivella@senador.gov.br; paulo.duque@senador.gov.br; garibaldi.alves@senador.gov.br; jose.agripino@senador.gov.br; rosalba.ciarlini@senadora.gov.br; expedito.junior@senador.gov.br; fatima.cleide@senadora.gov.br; valdir.raupp@senador.gov.br; augusto.botelho@senador.gov.br; mozarildo@senador.gov.br; romero.juca@senador.gov.br; paulopaim@senador.gov.br; simon@senador.gov.br; zambiasi@senador.gov.br; ideli.salvatti@senadora.gov.br;

neutodeconto@senador.gov.br; raimundocolombo@senador.gov.br; almeida.lima@senador.gov.br; antval@senador.gov.br; maria.carmo@senadora.gov.br; mercadante@senador.gov.br; eduardo.suplicy@senador.gov.br; romeu.tuma@senador.gov.br; joaoribeiro@senador.gov.br; katia.abreu@senadora.gov.br; leomar@senador.gov.br; ecafeteira@senador.gov.br; lobaofilho@senador.gov.br; roseana.sarney@senadora.gov.br

Carta Aberta
Excelentíssimos Senhores Deputados Federais.
Pedimos que os membros desta Casa Legislativa tratem com especial atenção a tramitação na do
Projeto de Lei “PL” 2245/2007, que hoje se encontra na Câmara Federal, de autoria do Deputado Reginaldo Lopes PT/MG e da ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TECNÓLOGOS – ABRATEC, que trata da Regulamentação da Profissão de Tecnólogo, nas modalidades relacionadas no Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia do Ministério da Educação.
O número de cursos superiores de tecnologia cresceu 96,67% entre 2004 e 2006, passando de 1.804 para 3.548 em todo o país, segundo dados do Ministério da Educação. Só no Estado de São Paulo, de 1998 a 2004, a quantidade de alunos
ingressantes nas graduações tecnológicas aumentou 395%, de acordo com o Censo Nacional da Educação Superior realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
Vivemos em um país que atravessa tamanha crise de escassez de mão de obra especializada o “
APAGÃO DA MÃO DE OBRA” e, se dá ao luxo de manter as margens do mercado de trabalho, profissionais Tecnólogos de Nível Superior com formação específica e especializada, que em sua maioria paga pela sua formação. Estamos indo para o mercado de trabalho aos milhares, encontrando obstáculos e desinformação no mercado e discriminação por parte do próprio poder público. O fato de estarmos sem a devida Regulamentação Profissional gera outros agravantes, tais como: a falta do Código Brasileiro de Ocupação – CBO e o registro da profissão em carteira, emitidos pelo Ministério do Trabalho através de suas Delegacias Regionais.
Devemos ressaltar que a Regulamentação da Profissão de Tecnólogo é um
fator de inclusão de milhares de profissionais qualificados e especializados no mercado de trabalho, profissionais estes que representam uma grande parcela dos profissionais formados com Graduação Superior.
Salientamos que também não podemos participar de concursos públicos pela falta de regulamentação da profissão, com isso somos prejudicados no mercado de trabalho.

Contamos com sua ajuda e colaboração perante a Câmara dos Deputados para aprovação e regulamentação do
Projeto que regulamenta os profissionais Tecnólogos.

EMAIL DEPUTADOS FEDERAIS

dep.abelardocamarinha@camara.gov.br; dep.abelardolupion@camara.gov.br; dep.adaopretto@camara.gov.br; dep.ademircamilo@camara.gov.br; dep.aeltonfreitas@camara.gov.br; dep.affonsocamargo@camara.gov.br; dep.afonsohamm@camara.gov.br; dep.airtonroveda@camara.gov.br; dep.albanofranco@camara.gov.br; dep.albertofraga@camara.gov.br; dep.albertosilva@camara.gov.br; dep.alceniguerra@camara.gov.br; dep.aldorebelo@camara.gov.br; dep.alexcanziani@camara.gov.br; dep.alexandresantos@camara.gov.br; dep.alexandresilveira@camara.gov.br; dep.alfredokaefer@camara.gov.br; dep.aliceportugal@camara.gov.br; dep.alinecorrea@camara.gov.br; dep.anaarraes@camara.gov.br; dep.andredepaula@camara.gov.br; dep.andrevargas@camara.gov.br; dep.andreiazito@camara.gov.br; dep.angelaamin@camara.gov.br; dep.angelaportela@camara.gov.br; dep.angelovanhoni@camara.gov.br; dep.anibalgomes@camara.gov.br; dep.anselmodejesus@camara.gov.br; dep.antonioandrade@camara.gov.br; dep.antoniobulhoes@camara.gov.br;

dep.antoniocarlosbiffi@camara.gov.br; dep.antoniocarlosmagalhaesneto@camara.gov.br; dep.antoniocarlosmendesthame@camara.gov.br; dep.antoniocarlospannunzio@camara.gov.br; dep.antoniocruz@camara.gov.br; dep.antoniojosemedeiros@camara.gov.br; dep.antoniopalocci@camara.gov.br; dep.antonioroberto@camara.gov.br; dep.aracelydepaula@camara.gov.br; dep.ariostoholanda@camara.gov.br; dep.arlindochinaglia@camara.gov.br; dep.armandoabilio@camara.gov.br; dep.armandomonteiro@camara.gov.br; dep.arnaldofariadesa@camara.gov.br; dep.arnaldojardim@camara.gov.br; dep.arnaldomadeira@camara.gov.br; dep.arnaldovianna@camara.gov.br; dep.arnonbezerra@camara.gov.br; dep.aroldedeoliveira@camara.gov.br; dep.asdrubalbentes@camara.gov.br; dep.assismigueldocouto@camara.gov.br; dep.atilalins@camara.gov.br; dep.atilalira@camara.gov.br; dep.augustocarvalho@camara.gov.br; dep.barbosaneto@camara.gov.br; dep.belmesquita@camara.gov.br; dep.beneditodelira@camara.gov.br; dep.bernardoariston@camara.gov.br;

dep.betoalbuquerque@camara.gov.br; dep.betofaro@camara.gov.br; dep.betomansur@camara.gov.br; dep.bilacpinto@camara.gov.br; dep.bispogetenuta@camara.gov.br; dep.bonifaciodeandrada@camara.gov.br; dep.brizolaneto@camara.gov.br; dep.brunoaraujo@camara.gov.br; dep.brunorodrigues@camara.gov.br; dep.camilocola@camara.gov.br; dep.carlitomerss@camara.gov.br; dep.carlosabicalil@camara.gov.br; dep.carlosalbertocanuto@camara.gov.br; dep.carlosalbertolereia@camara.gov.br; dep.carlosbezerra@camara.gov.br; dep.carlosbrandao@camara.gov.br; dep.carloseduardocadoca@camara.gov.br; dep.carlosmelles@camara.gov.br; dep.carlossampaio@camara.gov.br; dep.carlossantana@camara.gov.br; dep.carlossouza@camara.gov.br; dep.carloswillian@camara.gov.br; dep.carloswilson@camara.gov.br; dep.carloszarattini@camara.gov.br; dep.celsomaldaner@camara.gov.br; dep.celsorussomanno@camara.gov.br; dep.cezarschirmer@camara.gov.br; dep.cezarsilvestri@camara.gov.br; dep.chicoalencar@camara.gov.br; dep.chicodangelo@camara.gov.br;

dep.chicodaprincesa@camara.gov.br; dep.chicolopes@camara.gov.br; dep.cidadiogo@camara.gov.br; dep.cirogomes@camara.gov.br; dep.cironogueira@camara.gov.br; dep.ciropedrosa@camara.gov.br; dep.claudiocajado@camara.gov.br; dep.claudiodiaz@camara.gov.br; dep.claudiomagrao@camara.gov.br; dep.cleberverde@camara.gov.br; dep.clovisfecury@camara.gov.br; dep.colbertmartins@camara.gov.br; dep.cristianomatheus@camara.gov.br; dep.dagoberto@camara.gov.br; dep.dalvafigueiredo@camara.gov.br; dep.damiaofeliciano@camara.gov.br; dep.danielalmeida@camara.gov.br; dep.darcisioperondi@camara.gov.br; dep.davialcolumbre@camara.gov.br; dep.davialvessilva@camara.gov.br; dep.deciolima@camara.gov.br; dep.deley@camara.gov.br; dep.devanirribeiro@camara.gov.br; dep.dilceusperafico@camara.gov.br; dep.djalmaberger@camara.gov.br; dep.domingosdutra@camara.gov.br; dep.dr.adilsonsoares@camara.gov.br; dep.dr.basegio@camara.gov.br; dep.dr.nechar@camara.gov.br; dep.dr.rosinha@camara.gov.br;

dep.dr.talmir@camara.gov.br; dep.dr.ubiali@camara.gov.br; dep.duartenogueira@camara.gov.br; dep.edgarmoury@camara.gov.br; dep.edinhobez@camara.gov.br; dep.ediolopes@camara.gov.br; dep.edmarmoreira@camara.gov.br; dep.edmilsonvalentim@camara.gov.br; dep.edsonaparecido@camara.gov.br; dep.edsonduarte@camara.gov.br; dep.edsonezequiel@camara.gov.br; dep.edsonsantos@camara.gov.br; dep.eduardoamorim@camara.gov.br; dep.eduardobarbosa@camara.gov.br; dep.eduardocunha@camara.gov.br; dep.eduardodafonte@camara.gov.br; dep.eduardogomes@camara.gov.br; dep.eduardolopes@camara.gov.br; dep.eduardosciarra@camara.gov.br; dep.eduardovalverde@camara.gov.br; dep.efraimfilho@camara.gov.br; dep.elcionebarbalho@camara.gov.br; dep.elienelima@camara.gov.br; dep.eliseupadilha@camara.gov.br; dep.elismarprado@camara.gov.br; dep.emanuel@camara.gov.br; dep.eneas@camara.gov.br; dep.ernandesamorim@camara.gov.br; dep.eudesxavier@camara.gov.br; dep.eugeniorabelo@camara.gov.br;

dep.euniciooliveira@camara.gov.br; dep.evandromilhomen@camara.gov.br; dep.fabiofaria@camara.gov.br; dep.fabioramalho@camara.gov.br; dep.fabiosouto@camara.gov.br; dep.fatimabezerra@camara.gov.br; dep.fatimapelaes@camara.gov.br; dep.felipebornier@camara.gov.br; dep.felipemaia@camara.gov.br; dep.felixmendonca@camara.gov.br; dep.fernandochucre@camara.gov.br; dep.fernandocoelhofilho@camara.gov.br; dep.fernandocoruja@camara.gov.br; dep.fernandodefabinho@camara.gov.br; dep.fernandodiniz@camara.gov.br; dep.fernandoferro@camara.gov.br; dep.fernandogabeira@camara.gov.br; dep.fernandolopes@camara.gov.br; dep.fernandomelo@camara.gov.br; dep.filipepereira@camara.gov.br; dep.flavianomelo@camara.gov.br; dep.flaviobezerra@camara.gov.br; dep.flaviodino@camara.gov.br; dep.franciscorodrigues@camara.gov.br; dep.franciscorossi@camara.gov.br; dep.franciscotenorio@camara.gov.br; dep.frankaguiar@camara.gov.br; dep.gastaovieira@camara.gov.br; dep.geddelvieiralima@camara.gov.br; dep.georgehilton@camara.gov.br;

dep.geraldopudim@camara.gov.br; dep.geraldoresende@camara.gov.br; dep.geraldothadeu@camara.gov.br; dep.germanobonow@camara.gov.br; dep.geronimodaadefal@camara.gov.br; dep.gersonperes@camara.gov.br; dep.gervasiosilva@camara.gov.br; dep.giacobo@camara.gov.br; dep.gilmarmachado@camara.gov.br; dep.giovanniqueiroz@camara.gov.br; dep.givaldocarimbao@camara.gov.br; dep.gladsondelimacameli@camara.gov.br; dep.gonzagapatriota@camara.gov.br; dep.goretepereira@camara.gov.br; dep.guilhermecampos@camara.gov.br; dep.guilhermemenezes@camara.gov.br; dep.gustavofruet@camara.gov.br; dep.henriqueafonso@camara.gov.br; dep.henriqueeduardoalves@camara.gov.br; dep.henriquefontana@camara.gov.br; dep.hermesparcianello@camara.gov.br; dep.homeropereira@camara.gov.br; dep.hugoleal@camara.gov.br; dep.humbertosouto@camara.gov.br; dep.ibsenpinheiro@camara.gov.br; dep.ilderleicordeiro@camara.gov.br; dep.indiodacosta@camara.gov.br; dep.inocenciooliveira@camara.gov.br; dep.iranbarbosa@camara.gov.br; dep.irinylopes@camara.gov.br;

dep.irisdearaujo@camara.gov.br; dep.ivanvalente@camara.gov.br; dep.jacksonbarreto@camara.gov.br; dep.jaderbarbalho@camara.gov.br; dep.jaimemartins@camara.gov.br; dep.jairbolsonaro@camara.gov.br; dep.jairoataide@camara.gov.br; dep.janetecapiberibe@camara.gov.br; dep.janetepieta@camara.gov.br; dep.jeronimoreis@camara.gov.br; dep.jilmartatto@camara.gov.br; dep.jomoraes@camara.gov.br; dep.joaoalmeida@camara.gov.br; dep.joaobittar@camara.gov.br; dep.joaocampos@camara.gov.br; dep.joaocarlosbacelar@camara.gov.br; dep.joaodado@camara.gov.br; dep.joaoleao@camara.gov.br; dep.joaomagalhaes@camara.gov.br; dep.joaomaia@camara.gov.br; dep.joaomatos@camara.gov.br; dep.joaooliveira@camara.gov.br; dep.joaopaulocunha@camara.gov.br; dep.joaopizzolatti@camara.gov.br; dep.joaquimbeltrao@camara.gov.br; dep.jofranfrejat@camara.gov.br; dep.jorgebittar@camara.gov.br; dep.jorgekhoury@camara.gov.br; dep.jorgetadeumudalen@camara.gov.br; dep.jorginhomaluly@camara.gov.br

dep.joseairtoncirilo@camara.gov.br; dep.joseanibal@camara.gov.br; dep.josecarlosaleluia@camara.gov.br; dep.josecarlosaraujo@camara.gov.br; dep.josecarlosmachado@camara.gov.br; dep.josechaves@camara.gov.br; dep.joseeduardocardozo@camara.gov.br; dep.josefernandoaparecidodeoliveira@camara.gov.br; dep.josegenoino@camara.gov.br; dep.joseguimaraes@camara.gov.br; dep.joselinhares@camara.gov.br; dep.josemendoncabezerra@camara.gov.br; dep.josementor@camara.gov.br; dep.josemuciomonteiro@camara.gov.br; dep.joseotaviogermano@camara.gov.br; dep.josepaulotoffano@camara.gov.br; dep.josepimentel@camara.gov.br; dep.joserocha@camara.gov.br; dep.josesantanadevasconcellos@camara.gov.br; dep.josephbandeira@camara.gov.br; dep.jovairarantes@camara.gov.br; dep.juliaoamin@camara.gov.br; dep.juliocesar@camara.gov.br; dep.juliodelgado@camara.gov.br; dep.julioredecker@camara.gov.br; dep.juliosemeghini@camara.gov.br; dep.jurandiljuarez@camara.gov.br; dep.jurandyloureiro@camara.gov.br; dep.jusmarioliveira@camara.gov.br;

dep.jutahyjunior@camara.gov.br; dep.juvenilalves@camara.gov.br; dep.laelvarella@camara.gov.br; dep.laertebessa@camara.gov.br; dep.laurezmoreira@camara.gov.br; dep.lazarobotelho@camara.gov.br; dep.leandrosampaio@camara.gov.br; dep.leandrovilela@camara.gov.br; dep.lelocoimbra@camara.gov.br; dep.leoalcantara@camara.gov.br; dep.leovivas@camara.gov.br; dep.leonardomonteiro@camara.gov.br; dep.leonardopicciani@camara.gov.br; dep.leonardoquintao@camara.gov.br; dep.leonardovilela@camara.gov.br; dep.lidicedamata@camara.gov.br; dep.lincolnportela@camara.gov.br; dep.lindomargarcon@camara.gov.br; dep.liramaia@camara.gov.br; dep.lobbeneto@camara.gov.br; dep.lucenirapimentel@camara.gov.br; dep.lucianagenro@camara.gov.br; dep.lucianocastro@camara.gov.br; dep.luciovale@camara.gov.br; dep.luiscarlosheinze@camara.gov.br; dep.luizbassuma@camara.gov.br; dep.luizbittencourt@camara.gov.br; dep.luizcarlosbusato@camara.gov.br; dep.luizcarloshauly@camara.gov.br; dep.luizcarlossetim@camara.gov.br;

dep.luizcarreira@camara.gov.br; dep.luizcouto@camara.gov.br; dep.luizfernandofaria@camara.gov.br; dep.luizpaulovellozolucas@camara.gov.br; dep.luizsergio@camara.gov.br; dep.luizaerundina@camara.gov.br; dep.magela@camara.gov.br; dep.manato@camara.gov.br; dep.manoeljunior@camara.gov.br; dep.manoelsalviano@camara.gov.br; dep.manueladavila@camara.gov.br; dep.marcelocastro@camara.gov.br; dep.marceloguimaraesfilho@camara.gov.br; dep.marceloitagiba@camara.gov.br; dep.marcelomelo@camara.gov.br; dep.marceloortiz@camara.gov.br; dep.marceloserafim@camara.gov.br; dep.marceloteixeira@camara.gov.br; dep.marciofranca@camara.gov.br; dep.marciojunqueira@camara.gov.br; dep.marcioreinaldomoreira@camara.gov.br; dep.marcomaia@camara.gov.br; dep.marcondesgadelha@camara.gov.br; dep.marcosantonio@camara.gov.br; dep.marcosmedrado@camara.gov.br; dep.marcosmontes@camara.gov.br; dep.mariadocarmolara@camara.gov.br; dep.mariadorosario@camara.gov.br; dep.mariahelena@camara.gov.br; dep.marialuciacardoso@camara.gov.br;

dep.marinamaggessi@camara.gov.br; dep.marinharaupp@camara.gov.br; dep.mariodeoliveira@camara.gov.br; dep.marioheringer@camara.gov.br; dep.marionegromonte@camara.gov.br; dep.mauricioquintellalessa@camara.gov.br; dep.mauriciorands@camara.gov.br; dep.mauriciotrindade@camara.gov.br; dep.maurobenevides@camara.gov.br; dep.maurolopes@camara.gov.br; dep.mauromariani@camara.gov.br; dep.mauronazif@camara.gov.br;m dep.maxrosenmann@camara.gov.br; dep.mendesribeirofilho@camara.gov.br; dep.mendoncaprado@camara.gov.br; dep.micheltemer@camara.gov.br; dep.miguelcorreajr.@camara.gov.br; dep.miguelmartini@camara.gov.br; dep.miltonmonti@camara.gov.br; dep.miroteixeira@camara.gov.br; dep.moacirmicheletto@camara.gov.br; dep.moisesavelino@camara.gov.br; dep.moreiramendes@camara.gov.br; dep.mussademes@camara.gov.br; dep.narciorodrigues@camara.gov.br; dep.natandonadon@camara.gov.br; dep.nazarenofonteles@camara.gov.br; dep.neiltonmulim@camara.gov.br; dep.neliodias@camara.gov.br; dep.nelsonbornier@camara.gov.br;

dep.nelsongoetten@camara.gov.br; dep.nelsonmarquezelli@camara.gov.br; dep.nelsonmeurer@camara.gov.br; dep.nelsonpellegrino@camara.gov.br; dep.nelsontrad@camara.gov.br; dep.neucimarfraga@camara.gov.br; dep.neudocampos@camara.gov.br; dep.nicelobao@camara.gov.br; dep.nilmarruiz@camara.gov.br; dep.nilsonmourao@camara.gov.br; dep.nilsonpinto@camara.gov.br; dep.odaircunha@camara.gov.br; dep.odiliobalbinotti@camara.gov.br; dep.olavocalheiros@camara.gov.br; dep.onyxlorenzoni@camara.gov.br; dep.osmarjunior@camara.gov.br; dep.osmarserraglio@camara.gov.br; dep.osvaldoreis@camara.gov.br; dep.otavioleite@camara.gov.br; dep.paeslandim@camara.gov.br; dep.pastormanoelferreira@camara.gov.br; dep.paulinhodaforca@camara.gov.br; dep.pauloabiackel@camara.gov.br; dep.paulobornhausen@camara.gov.br; dep.paulohenriquelustosa@camara.gov.br; dep.paulomagalhaes@camara.gov.br; dep.paulomaluf@camara.gov.br; dep.paulopiau@camara.gov.br; dep.paulopimenta@camara.gov.br; dep.paulorenatosouza@camara.gov.br;

dep.pauloroberto@camara.gov.br; dep.paulorocha@camara.gov.br; dep.paulorubemsantiago@camara.gov.br; dep.pauloteixeira@camara.gov.br; dep.pedrochaves@camara.gov.br; dep.pedroeugenio@camara.gov.br; dep.pedrofernandes@camara.gov.br; dep.pedrohenry@camara.gov.br; dep.pedronovais@camara.gov.br; dep.pedrowilson@camara.gov.br; dep.pepevargas@camara.gov.br; dep.perpetuaalmeida@camara.gov.br; dep.pintoitamaraty@camara.gov.br; dep.pompeodemattos@camara.gov.br; dep.praciano@camara.gov.br; dep.professorruypauletti@camara.gov.br; dep.professorsetimo@camara.gov.br; dep.professoraraquelteixeira@camara.gov.br; dep.rafaelguerra@camara.gov.br; dep.raimundogomesdematos@camara.gov.br; dep.ratinhojunior@camara.gov.br; dep.raulhenry@camara.gov.br; dep.rauljungmann@camara.gov.br; dep.rebeccagarcia@camara.gov.br; dep.reginaldolopes@camara.gov.br; dep.regisdeoliveira@camara.gov.br; dep.reinaldonogueira@camara.gov.br; dep.reinholdstephanes@camara.gov.br; dep.renatoamary@camara.gov.br; dep.renatomolling@camara.gov.br;

dep.renildocalheiros@camara.gov.br; dep.ribamaralves@camara.gov.br; dep.ricardobarros@camara.gov.br; dep.ricardoberzoini@camara.gov.br; dep.ricardoizar@camara.gov.br; dep.ricardotripoli@camara.gov.br; dep.ritacamata@camara.gov.br; dep.robertobalestra@camara.gov.br; dep.robertobritto@camara.gov.br; dep.robertomagalhaes@camara.gov.br; dep.robertorocha@camara.gov.br; dep.robertosantiago@camara.gov.br; dep.rochaloures@camara.gov.br; dep.rodovalho@camara.gov.br; dep.rodrigodecastro@camara.gov.br; dep.rodrigomaia@camara.gov.br; dep.rodrigorollemberg@camara.gov.br; dep.rogeriolisboa@camara.gov.br; dep.rogeriomarinho@camara.gov.br; dep.romulogouveia@camara.gov.br; dep.ronaldocaiado@camara.gov.br; dep.ronaldocunhalima@camara.gov.br; dep.rosedefreitas@camara.gov.br; dep.rubensotoni@camara.gov.br; dep.sabinocastelobranco@camara.gov.br; dep.sandesjunior@camara.gov.br; dep.sandrarosado@camara.gov.br; dep.sandromabel@camara.gov.br; dep.sandromatos@camara.gov.br; dep.saraivafelipe@camara.gov.br;

dep.sarneyfilho@camara.gov.br; dep.sebastiaobalarocha@camara.gov.br; dep.sebastiaomadeira@camara.gov.br; dep.sergiobarradascarneiro@camara.gov.br; dep.sergiobrito@camara.gov.br; dep.sergiomoraes@camara.gov.br; dep.sergiopetecao@camara.gov.br; dep.severianoalves@camara.gov.br; dep.silascamara@camara.gov.br; dep.silvinhopeccioli@camara.gov.br; dep.silviolopes@camara.gov.br; dep.silviotorres@camara.gov.br; dep.simaosessim@camara.gov.br; dep.solangealmeida@camara.gov.br; dep.solangeamaral@camara.gov.br; dep.suelividigal@camara.gov.br; dep.suely@camara.gov.br; dep.tadeufilippelli@camara.gov.br; dep.takayama@camara.gov.br; dep.tarcisiozimmermann@camara.gov.br; dep.tatico@camara.gov.br; dep.thelmadeoliveira@camara.gov.br; dep.tonhamagalhaes@camara.gov.br; dep.ulduricopinto@camara.gov.br; dep.urzenirocha@camara.gov.br; dep.vaccarezza@camara.gov.br; dep.vadaogomes@camara.gov.br; dep.valadaresfilho@camara.gov.br; dep.valdemarcostaneto@camara.gov.br; dep.valdircolatto@camara.gov.br;

dep.valtenirluizpereira@camara.gov.br; dep.vanderloubet@camara.gov.br; dep.vanderleimacris@camara.gov.br; dep.vanessagrazziotin@camara.gov.br; dep.veloso@camara.gov.br; dep.vicpiresfranco@camara.gov.br; dep.vicentearruda@camara.gov.br; dep.vicentinho@camara.gov.br; dep.vicentinhoalves@camara.gov.br; dep.vieiradacunha@camara.gov.br; dep.vignatti@camara.gov.br; dep.vilsoncovatti@camara.gov.br; dep.viniciuscarvalho@camara.gov.br; dep.virgilioguimaraes@camara.gov.br; dep.vitaldoregofilho@camara.gov.br; dep.vitorpenido@camara.gov.br; dep.waldemirmoka@camara.gov.br; dep.waldirmaranhao@camara.gov.br; dep.waldirneves@camara.gov.br; dep.walterihoshi@camara.gov.br; dep.walterpinheiro@camara.gov.br; dep.wandenkolkgoncalves@camara.gov.br; dep.wellingtonfagundes@camara.gov.br; dep.wellingtonroberto@camara.gov.br; dep.williamwoo@camara.gov.br; dep.wilsonbraga@camara.gov.br; dep.wilsonsantiago@camara.gov.br; dep.wladimircosta@camara.gov.br; dep.wolneyqueiroz@camara.gov.br; dep.zegeraldo@camara.gov.br; dep.zegerardo@camara.gov.br; dep.zenaldocoutinho@camara.gov.br; dep.zequinhamarinho@camara.gov.br; dep.zezeuribeiro@camara.gov.br; dep.zonta@camara.gov.br; dep.wilsonpicler@camara.gov.br

Em busca da regulamentação


Ontem estivemos na 1ª Conferência Municipal do Emprego e Relações do Trabalho, no salão de Atos do Parque Barigui, Curitiba. O evento estava previsto a Presença do Ministro do Trabalho Carlos Lupi, (http://www.curitiba.pr.gov.br/Noticia.aspx?n=15727)
infelizmente o mesmo não esteve presente no evento sendo representado na data de 12/03, devendo chegar a Curitiba no dia seguinte. Nós estudantes de Curso Tecnologia em Segurança no Trabalho estivemos presentes e gostaríamos de falar diretamente com ele junto com o Secretario do Trabalho de Curitiba Jorge Bernardi, solicitar e mostrar como nós Tecnólogos podemos entrar neste mercado de trabalho e preencher muitas vagas que estão sobrando no mercado de trabalho, porém não são preenchidas por falta de qualificação profissional. Como o mesmo não esteve no evento nesta data, sendo então entregue um documento ao Sr. Jorge Bernardi que solicita regulamentação do curso de Tecnologia em Segurança no Trabalho, o qual assumiu o compromisso de entregar diretamente ao Ministro Carlos Lupi no dia seguinte (13/03) e lutar juntos por uma regulamentação do curso de Tecnologia em Segurança no Trabalho, sabemos da importância do secretario e da ligação que tem com alunos de tecnologia (http://www.jorgebernardi.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=283&Itemid=1). Também foi entregue um abaixo assinada contendo 146 assinaturas de estudantes de Técnologia em Segurança no Trabalho. Agora nos resta aguardar alguns dias para ver se vamos ter alguma resposta.
O nosso agradecimento a colega Missula Souza, guerreira nesta luta.

Abaixo o Documento entregue.(Formatação do documento alterada ao publicar aqui)
Curitiba, 13 de março de 2009.


Ao Ilmo Sr. Jorge Bernardi

Assunto:
Regulamentação da profissão de Tecnólogo de Segurança e Saúde no Trabalho.

Realizamos na FATEC Internacional o curso de Graduação de Tecnólogo de Segurança e Saúde no Trabalho (TSST).
O Tecnólogo realiza basicamente a função de gestor de segurança dentro da área de segurança e medicina no trabalho. De conhecimento existe apenas um (TSST) formado pela Uniandrade, que exerce a função de gestor em uma empresa na área de construção civil.

A REALIDADE:

Atualmente existem vários grupos que lutam para o reconhecimento da profissão no mercado brasileiro.
• A profissão não é regulamentada.
• Não existe registro no Ministério do trabalho segundo informado pelo TRT.
• Na Norma Regulamentadora (NR 4) que normatiza os serviços especializados em engenharia de segurança e em medicina do trabalho, não faz relação à função de tecnólogo.
• Apesar de formação com carga horária igual ou superior a (2.500horas/aulas), com duração de três anos e superior ao do curso Técnico de Segurança do Trabalho, o formado não pode exercer a função de técnico ou equivalente.
Em Portugal, já existe o reconhecimento da profissão prevista na sua legislação.
Curitiba, reconhecidamente, sempre lançou inovações no mercado, tanto no campo da administração pública como na administração privada. Mostra-se presente na tecnologia do seu transporte, na cultura, na educação e no seu desenvolvimento em geral.

A COMISSÃO TRIPARTITE:
• É composta por representantes do governo, dos trabalhadores e da FUNDACENTRO.
• A comissão tripartite não tem sido atuante em suas discussões para alteração da normativa para inserção do tecnólogo (TSST), atuando de forma não representativa.

DA SOLICITAÇÃO:
Sabendo da vossa representatividade política e reconhecido interesse pelas causas sociais e trabalhistas, é de nossa intenção:
• Criar a profissão de tecnólogo de segurança do trabalho como graduado (curso superior) nas atividades inerentes ao cargo.
• Incluir no quadro do Serviço Especializado em Engenharia, Segurança e Medicina no Trabalho (SESMT) a função de (TSST).
• Criar piso salarial para a categoria.
• Que vossa senhoria possa representar nossa solicitações supra-citadas, com o devido reconhecimento a profissão, suprindo a demanda que existe no mercado.

Sem mais para o momento:


Respeitosamente.


Missula Aparecida de Souza
Acadêmica de Tecnologia em Segurança e Saúde do Trabalho.

Dia Internacional da Mulher


Como esquecer deste dia especial, seria como esquecer das mulheres e isso é impossível, se nem o Criador esqueceu delas Colocando tanto amor e tanta delicadeza nestes seres tão perfeitos e tão complicados ao mesmo tempo, seria loucura tentar compreende-las, isso só quem as criou consegue fazer, só nos resta ama-las.
Porque compreende-las.... ?
Se perguntar a um homem para ele descrever um mulherão, com certeza ele vai dizer assim:
=> No tamanho dos seus seios, na medida da cintura, no volume dos lábios, nas pernas, bumbuns e cor dos olhos. Ou vai dizer que tem que ser loira, 1.80m de altura, siliconada, sorriso colgate. Mulherões dentro desse conceito não existem muitas: Vera Fischer, Letícia Spiller, Adriane Galisteu, Lumas,Brunas e Sheilas.


Não, na verdade mulherão são aquelas que conhecemos e estamos no dia-dia;
Mulherão você vai descobrir que tem uma em cada esquina.
Mulherão é aquela que pega dois ônibus por dia para ir ao trabalho e mais dois para voltar e quando chega em casa encontra um tanque lotado de roupa e uma família morta de fome.
Mulherão é aquela que vai de madrugada para a fila garantir matrícula na escola e aquela aposentada que passa horas em pé na fila do banco para buscar uma pensão de R$ 100,00 mensais.
Mulherão é a empresária que administra dezenas de funcionários de segunda a sexta e uma família todos os dias da semana.
Mulherão é aquela que se depila, que passa cremes, que se maquia, que faz dieta, que malha, que usa salto alto, meia-calça, ajeita o cabelo e se perfuma, mesmo sem nenhum convite para ser capa de revista.
Mulherão é aquela mãe de adolescente que não dorme enquanto ele não chega e que, de manhã bem cedo, já está preparando o café para a família.
Mulherão é quem leva os filhos à escola, busca os filhos na escola, leva os filhos para a natação, balé, leva os filhos para a cama, conta histórias, dá um beijo a apaga a luz.
Mulherão é quem arruma os armários, coloca flores nos vasos, fecha a cortina para o sol não desbotar o sofá, mantém a geladeira cheia e os cinzeiros vazios.
Mulherão é quem sabe onde cada coisa está, o que cada filho sente e qual o melhor remédio para azia.
Mulherão é quem leciona em troca de um salário mínimo, é quem faz serviços voluntários, é quem colhe a uva, é quem opera pacientes, é quem lava roupas para fora, é quem arruma a mesa, é quem cozinha o feijão e à tarde trabalha atrás de um balcão.
Mulherão é quem cria os filhos sozinha, é quem dá expediente de 8 horas e enfrenta menopausa, TPM e menstruação.
Lumas, Brunas, Carlas e Sheilas: mulheres nota 10 no quesito "lindas de morrer", mas Mulherão é quem mata um leão por dia para sobreviver.


Parabéns para todas as mulheres que são valentes, guerreiras e mostram que ser mulher é mostar que com ou sem homens elas vão a luta e alcançam seus objetivos, não precisam ser humilhadas ou viver em favor de um homem que não sabe compreende-las; Mulheres que trabalham e fazem uma sociedade melhor, consequentemente são felizes......
..

Hepatite B e C


Hepatite é uma doença que ocasiona inflamação do fígado e que pode resultar desde uma simples alteração laboratorial (quando o portador crônico que descobre por acaso a sorologia positiva), até doença fulminante e fatal (mais freqüente nas formas agudas).
• Nem sempre é viral;
• Pode apresentar em drogas ou medicações tóxicas;
• Hepatite Crônica
• Contagiosa


HEPATITE B
A hepatite B é uma doença infecciosa frequentemente crônica causada pelo vírus da Hepatite B (HBV). Sua transmissão ocorre sexualmente ou por agulhas infectadas e pode progredir para cirrose hepática ou cancro do fígado.

SINTOMAS
Muitas pessoas que desenvolvem o tipo crônico da doença têm somente sintomas leves ainda que o vírus possa estar danificando o fígado.

Os primeiros sintomas podem ser:
- perda de apetite
- febre
- mal-estar geral
- fadiga
Sintomas que podem aparecer alguns dias depois:
- náusea e vômito
- falta de ar e gosto amargo na boca
- urina de cor marrom escuro
- pele e olhos amarelados
- dor logo abaixo das costelas do lado direito, principalmente quando pressionadas
- fezes de cor pálida e intestino mais solto do que o normal.

TRANSMISSÃO
Sua Transmissão ocorre de diversas formas:
• Transmitido por sangue.
• Transfusões;
• Agulhas contaminadas;
• Relação sexual;
• Via Oral;
• Após o parto;
• (Instrumentos cirúrgicos ou odontológicos, etc.);
• Risco Ocupacional.
Não se adquire hepatite B através de talheres, pratos, beijo, abraço ou qualquer outro tipo de atividade social aonde não ocorra contato com sangue.
O vírus da hepatite B é resistente, chegando a sobreviver 7 dias no ambiente externo em condições normais e com risco de, se entrar em contato com sangue através de picada de agulha, corte ou machucados (incluindo procedimentos de manicure com instrumentos contaminados), levar a infecção em 5 a 40% das pessoas não vacinadas (o risco é maior do que o observado para o vírus da hepatite C - 3 a 10% ou o da AIDS - 0,2-0,5%).
Após a infecção, o vírus concentra-se quase que totalmente nas células do fígado, aonde seu DNA fará o hepatócito construir novos vírus. O fígado desempenha muitas funções importantes dentro de nosso organismo, como: armazenamento e liberação de glicose, processamento de drogas e hormônios, destruição das células sanguíneas desgastadas e bactérias. É um órgão que atua como glândula exócrina (liberando secreções) e glândula endócrina (liberando substâncias no sangue e sistema linfático).

Hepatite adquirida ao nascimento
• No caso de crianças que entram em contato com o vírus no parto, o sistema imunológico é incapaz de desenvolver uma boa defesa.
• Alta 10-20.
• Idade em que é contaminado; Ao parto e no início da infância.
• Modo de infecção predominante; Materno-infantil, parenteral.

CUIDADOS COM A SAÚDE
• Alimentos variados contendo os quatro grupos principais (grãos, frutas e vegetais, leite e derivados e carne e/ou alternativas);
• Ingestão adequada de proteínas, para combater a infecção e permitir regeneração do fígado;
• Boa quantidade de frutas e vegetais para reduzir o dano pelos radicais livres no fígado (procure maior variação de cores)
• Alimentos ricos em vitaminas A e C;
• Abstinência alcoólica etc...

Como a hepatite B é uma das principais causas de câncer de fígado no mundo, a vacinação não previne apenas a hepatite como também o câncer.
A dose da vacina é de três injeções intramusculares, sendo a segunda após 1-2 meses e a terceira 5 meses após a primeira. Neste esquema, 95% produzirão os anticorpos e, nestes, a proteção contra a hepatite é próxima de 100%. A imunidade costuma durar pelo menos 10 anos, mas pode persistir por toda a vida, podendo ser avaliada por exame de sangue.

PREVENÇÃO
Não há tratamento eficaz para a hepatite B. A única medida é a prevenção pela vacina, que é eficaz. A vacina é indicada em todas as crianças e adolescentes até 18 anos. Entre adultos, deve ser utilizada em pessoas de alto risco (trabalhadores da área da saúde, homossexuais, usuários de drogas endovenosas e outros).
Como a hepatite B é uma das principais causas de câncer de fígado no mundo, a vacinação não previne apenas a hepatite como também o câncer.
A dose da vacina é de três injeções intramusculares, sendo a segunda após 1-2 meses e a terceira 5 meses após a primeira. Neste esquema, 95% produzirão os anticorpos e, nestes, a proteção contra a hepatite é próxima de 100%. A imunidade costuma durar pelo menos 10 anos, mas pode persistir por toda a vida, podendo ser avaliada por exame de sangue.
HEPATITE C
A hepatite C é causada por um vírus transmitido principalmente pelo sangue contaminado, mas a infecção também pode passar através das vias sexual e vertical (de mãe para filho). O portador do vírus da hepatite C pode desenvolver uma forma crônica da doença que leva a lesões no fígado (cirrose) e câncer hepático. Não há vacina contra a hepatite C.

SINAIS E SINTOMAS
A hepatite C é assintomática na maioria dos casos, ou seja, o portador não sente nada após a infecção pelo vírus. Em alguns casos, pode ocorrer uma hepatite aguda que antecede a forma crônica. Nesse caso, o paciente pode apresentar mal-estar, vômitos, náuseas, pele amarelada (icterícia), dores musculares. No entanto, a maioria dos portadores só percebe que está doente após anos de a infecção, quando apresenta um caso grave de hepatite crônica com risco de cirrose e câncer no fígado.


TRANSMISSÃO
A transmissão da hepatite C ocorre após o contato com sangue contaminado. Relatos recentes mostrando a presença do vírus em outras secreções (leite, saliva, urina e esperma), a quantidade do vírus parece ser pequena demais para causar infecção e não há dados que sugiram transmissão por essas vias.

GRUPOS DE MAIOR RISCO
Incluem receptores de sangue, usuários de drogas endovenosas, pacientes em hemodiálise e trabalhadores da área de saúde.

TRATAMENTO
• O tratamento deve ser realizado em serviços especializados.
• Nem todos os pacientes podem precisar de tratamento e a definição dependerá da realização de exames específicos.
• Quando indicado, o tratamento poderá ser realizado conforme diretriz clínico-terapêutica definida por meio de portaria do Ministério da Saúde (Portaria 34 de 28 de setembro de 2007).

PREVENÇÃO
• Não existe vacina para a prevenção da hepatite C. Existem outras formas de prevenção primárias e secundárias.
• As primárias visam à redução do risco para disseminação da doença;
• As secundárias, à interrupção da progressão da doença em uma pessoa já infectada;

Da prevenção primária destacam-se:
• Triagem;
• Em bancos de sangue e centrais de doação de sêmen para garantir a distribuição de material biológico não infectado;
• Doadores de órgãos sólidos como coração, fígado, pulmão e rim;
• Doadores de córnea ou pele;
• Cumprimento das práticas de controle de infecção em hospitais, laboratórios, consultórios dentários, serviços de hemodiálise.

As secundárias definem-se:
• No tratamento dos indivíduos infectados, quando indicado;
• Na abstinência ou diminuição do uso de álcool.
QUAL A IMPORTÂNCIA DE SABER QUAL O VÍRUS QUE OCASIONA A HEPATITE B e C
A hepatite C ocorre geralmente na adolescência tardia e vida adulta. Diferente da hepatite B a infecção consegue burlar o sistema imunológico (da proteção do corpo contra bactérias e vírus) e sobrevive levando o processo a uma doença crônica. De fato, mais de 85% das pessoas infectadas pelo vírus C mantêm evidências laboratoriais e/ou clínicas de uma infecção presente.

CONCLUSÃO

A Hepatite B e C são doenças infecciosas. Hepatite B pode ser prevenida com vacina, a qual faz parte do Programa Nacional de Vacinação, já a Hepatite C não tem prevenção de vacina conhecida. Como DST podemos diferenciar que o vírus afeta os órgãos internos no caso o fígado e não nas genitais como algumas outras doenças.
Na identificação da DST Hepatite B e C através de exames de sangue, sua confirmação na maioria dos casos obtém-se o diagnóstico através de exames de rotina ou quando ou sintomas começam a aparecer a AIDS também o resultado pode ser obtido pelo exame de sangue. Melhor maneira de tratar as DST é o centro de saúde com profissional habilitado para atender o caso.
Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores